Arrepios

Arrepios, suspiros, verdades…

Arquivo para a categoria “Rimas”

Sigo.

Dói não. Dói sim.

Sigo. Figo. Fico. Fica. Faca. Foca. Foco. Fodo. Lodo. Todo. Toda. Foda. Fada. Dada. Nada. Nado.

Nado contra. Nado a lado. Me afogo e volto. Vou, não volto. Estou aqui, estou ali, estou em todos os lugares.

Eu digo sim. Eu digo não. Talvez. Quem sabe.

Escuto. Invento passos no corredor. Vibro quando começa o pôr-do-sol. Como o pé de um moleque. A pé.

Quero agora. Não quero mais.

Abraço a saudade como se fosse um travesseiro gelado, digo olá para a ironia, esqueço o cinema e leio o teatro.

Sempre. Nunca.

Faço promessa. Esqueço meu nome. São todos fulanos, eu viro ciclana. Sem dó. Só piedade. Disparo dois tiros imaginários.

Pé. Mão.

Corto uma laranja, não gosto de frutas, enterro as sementes, adoro o planeta, a vida floresce, lá fora o calor. Que cheiro de dor!

Triste. Feliz.

Na definição: alegria. No momento: triste. Motivos me mordam. Saíam daqui. Desejo silêncio, sossego, carinho das flores. Paz.

Será que é pedir demais?

Anúncios

Sinta.

As cores. O sem nome. Aquilo ali. As coisas. O avanço. Aquele lá.

Vibrações. Bem. Mal. Vontade. Saudade. O belo. O bloco. A boca.

A roda, a corda, a mola, a sacola, a magnitude, a atitude. O céu.

Ressaca. Carinho. Desejo. Tristeza. Dor. Alegria. Tesão. A vida.

Sinta. Senta. Tenta. Tonta. Ponta. Porta. Porto. Torto. Morto.

Não são rimas convencionais.

A vida é mais do que a cartilha ensina.

Chuva – Cama.

Cama – Dois.

Dois – Vontade.

Vontade – Ação.

AçãoCansaço.

Cansaço – Sono.

Sono – Chuva.

Chuva – Cama.

Infinito – Além.

12

Cabelo cortado.

Sete quebrado.

Celular desligado.

Estômago zoado.

Horóscopo errado.

Noite, madrugada, manhã, tarde.

Terça-feira. Quarta-feira.

Um bom encontro é feito por dois.

As melhores histórias também.

2

Pulou da cama com o cheiro da grama.

Andou devagar, queria apenas chegar.

Se surpreendeu com o que percebeu.

Estava com fome, esqueceu seu nome.

Queria dormir, mas precisava imprimir.

Não sabe rimar, apenas beber e amar.

Navegação de Posts